quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Evolução

Offering - Third Day

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Faça você também!

Celebre, mas celebre junto!

O que seria a festa do seu aniversário se você a comemorasse sozinho? Você gostaria de ficar só em um momento tão especial, sem que ninguém cantasse parabéns na hora de partir o bolo, sem ninguém que lhe desse um abraço afetuoso? De certo que não, ainda que nós às vezes gostemos de ficar a sós, não gostamos de comemorar algo sozinhos.

Quando passamos na faculdade, se não tivermos alguém para comemorar juntos essa entrada, não é a mesma coisa, nos sentimos abandonados e parece que aquela conquista não foi uma conquista, porque não a celebramos. Isso também acontece com uma vitória em algum jogo, uma vitória política, a celebração de um novo emprego e em muitas outras situações.

Sozinhos, parece não haver vontade de se celebrar, de se comemorar, parece que o gosto de vitória e aquela sensação de júbilo só é sentida quando estamos rodeados de pessoas que celebram o mesmo assunto conosco ou quando temos alguém por quem celebrar algo.

Quando Davi estava trazendo a arca para Jerusalém, houve uma grande festa, um momento de verdadeiro júbilo e celebração, as pessoas cantavam, dançava, pois grande havia sido a vitória de ter aquela peça do santuário de Deus na capital do reino de Israel, por isso a celebração era tão grande.

E, como salmista, Davi escreveu um salmo, um cântico que celebrava a chegada da arca, cântico que passou para que os filhos de Asafe tocassem no momento de celebração. Mas o que me chamou a atenção foi um dos últimos trechos dessa canção:

“E dizei: Salva-nos, ó Deus da nossa salvação, e ajunta-nos, e livra-nos das nações, para que louvemos o teu santo nome, e nos gloriemos no teu louvor.” 1Cr 16.35

Comentaristas bíblicos afirmam que quando Davi escreveu esse hino ele levou em conta os tempos de exílio que Israel sofreria, tempos que já haviam sido profetizados por Moisés, então Davi em seu cântico inclui esse trecho dizendo “ajunta-nos”, pois sabia que o exílio ocorreria.

Mas o que me chama a atenção é o porque Davi pede que Deus ajunte o povo de Israel. Ele primeiro pede que Deus o salve, mas já chama Deus de Deus da nossa salvação, ou seja, Davi já tem por certo que Deus os salvará e os livrará, então Davi pede que Deus os ajunte para louvar ao nome de Deus e para que se gloriem no louvor do Senhor.

Irmã e irmão, aqui há uma mensagem importantíssima.

Nossa primordial preocupação já não é sobre a nossa salvação, porque a Bíblia diz que se estamos em Cristo já somos novas criaturas e pela fé nEle somos salvos, esse pesar Cristo já teve ao morrer na cruz. O que devemos pedir a Deus é que Ele nos ajunte, para que celebremos essa salvação que Ele já nos dará e já tem por certo àqueles que crêem em Cristo como Senhor e Salvador.

O Senhor já nos deu em Cristo a Salvação de nossos pecados, Ele nos justificou e nos santifica hoje, então nossa Salvação já está garantida se em Cristo permanecermos. Mas temos agora que nos preocupar em comemorar e celebrar essa tão grande salvação e como a celebraremos? Sozinhos?

Imagine que tristeza seria para nós se conseguíssemos essa maravilhosa benção que é a Salvação e percebêssemos que estamos sozinhos? Seria tão triste como se não tivéssemos sido salvos.

Por isso o nosso pedido deve ser como o do salmo de Davi, que Deus nos ajunte, aqueles que Ele salvou e que Ele venha exercer misericórdia sobre mais pessoas, as salvando de seus pecados, para que assim, juntos, celebremos a Salvação em Cristo.

Que juntos como igreja, juntos como amigos, juntos como irmãos, que em cada momento que experimentarmos a comunhão entre irmãos, que como um só povo em com uma só voz cantemos e nos gloriemos porque nós podemos louvar ao Senhor, pois Ele nos salvou.

Celebre, mas celebre junto de seus irmãos a Salvação que Cristo lhe proporcionou na cruz, ao morrer pelos nossos pecados e celebre junto a seus irmãos que Ele ressuscitou para que tivéssemos vida e vida eterna.

Que Deus o abençoe!

--
Silas Klein | pequenomestre.wordpress.com

quinta-feira, 30 de julho de 2009

CONVITE !


Clique na imagem para ampliar

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Clique na imagem para ampliar

sexta-feira, 10 de julho de 2009

CONVITE !

Não perca Jesus


(Lucas 2)

41 Ora, todos os anos iam seus pais a Jerusalém à festa da páscoa;
42 E, tendo ele já doze anos, subiram a Jerusalém, segundo o costume do dia da festa.
43 E, regressando eles, terminados aqueles dias, ficou o menino Jesus em Jerusalém, e não o soube José, nem sua mãe.
44 Pensando, porém, eles que viria de companhia pelo caminho, andaram caminho de um dia, e procuravam-no entre os parentes e conhecidos;
45 E, como o não encontrassem, voltaram a Jerusalém em busca dele.
46 E aconteceu que, passados três dias, o acharam no templo, assentado no meio dos doutores, ouvindo-os, e interrogando-os.
47 E todos os que o ouviam admiravam a sua inteligência e respostas.
48 E quando o viram, maravilharam-se, e disse-lhe sua mãe: Filho, por que fizeste assim para conosco? Eis que teu pai e eu ansiosos te procurávamos.
49 E ele lhes disse: Por que é que me procuráveis? Não sabeis que me convém tratar dos negócios de meu Pai?
50 E eles não compreenderam as palavras que lhes dizia.
51 E desceu com eles, e foi para Nazaré, e era-lhes sujeito. E sua mãe guardava no seu coração todas estas coisas.
52 E crescia Jesus em sabedoria, e em estatura, e em graça para com Deus e os homens.


O TRECHO ACIMA NARRA UMA PARTE DE HISTÓRIA , QUE MUITAS VEZES NÃO DAMOS ATENÇÃO, LUCAS CONTA DO "DIA EM QUE PERDERAM JESUS"!

COMO CRISTÃOS COSTUMAMOS DIZER QUE NUNCA VAMOS ABANDONAR JESUS, NUNCA VAMOS PERDE-LO DE VISTA, MAS VALE LEMBRAR QUE PESSOAS PRÓXIMAS A JESUS O ABANDONARAM, O TRAÍRAM E O NEGARAM .

NO CASO ACIMA QUEM PERDEU JESUS FORAM OS PRÓPRIOS PAIS JOSÉ E MARIA, VOCÊ DEVE ESTAR PENSANDO COMO ELES PUDERAM FAZER ISSO? ELES ESTAVAM EM UMA FESTA RELIGIOSA, A FESTA DA PASCOA, AS VEZES NÓS ESTAMOS NO MEIO DAS FESTAS, PRIMICIAS, CAMPANHAS DE LIBERTAÇÃO, PROSPERIDADES, NATAL ETC... MAS DEPOIS QUE A FESTA ACABA SIMPLESMENTE VAMOS EMBORA JUNTO COM A MULTIDÃO E NEM NOS DAMOS CONTA DE QUE JESUS FICOU PARA TRÁS, IMAGINAMOS QUE JESUS ESTA NO MEIO DO POVO QUE SE DESPEDE, ASSIM COMO JOSÉ E MARIA ESQUECERAM JESUS NÓS MUITAS VEZES TAMBÉM O ESQUECEMOS.
JOSÉ E MARIA SENTIRAM A FALTA DE JESUS DEPOIS DE UM DIA E FORAM PROCURA-LO ENTRE OS QUE VIAJAVAM COM ELES, NÃO O ENCONTRARAM ENTÃO VOLTARAM E O PROCURARAM NA CIDADE DURANTE TRÊS DIAS, ASSIM COMO ELES NÓS QUANDO SENTIMOS A FALTA DE JESUS COMEÇAMOS A PROCURA-LO, PROCURAMOS NO MEIO DA MULTIDÃO EM RADIO, TELEVISÃO, PROCURAMOS POR PROFETAS E MOVER QUEREMOS QUE ALGUÉM NOS DIGA AONDE ESTA JESUS...
PROCURAMOS TANTO E ESQUECEMOS DE PROCURAR NO LUGAR MAIS ÓBVIO ONDE O FILHO DE DEUS ESTA...NO TEMPLO.

TALVES VOCÊ ESTEJA A BUSCA DE JESUS. QUERO TE DIZER QUE JESUS ESTA NO TEMPLO E VOCÊ O SEU CORPO É TEMPLO DO ESPÍRITO SANTO!

"Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?" (I Coríntios 6 : 19)

SE VOCÊ QUISER E SIMPLESMENTE FALAR COM DEUS AI NA SUA CASA FECHE A PORTA DO SEU QUARTO E FALE... É SIMPLES ASSIM JESUS VAI TE RESPONDER.

"Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente." (Mateus 6 : 6)


NÃO QUERO QUE VC DEIXE DE IR A IGREJA , OU PARE COM AS CAMPANHAS E AS FESTAS RELIGIOSAS , EU SÓ QUERO QUE VC ENTENDA QUE JESUS ESTA ALEM DISSO, E QUE ELE QUER ESTAR JUNTO A VOCÊ EM TODO O TEMPO NÃO APENAS NAS FESTAS E CAMPANHAS.

NUNCA SE ESQUEÇA :

VOCÊ É O MELHOR DE DEUS

Felipe Proença

terça-feira, 23 de junho de 2009

Estar Pronto Para a Provação!

Deus tem grandes planos para você. Já ouviu isso? Pois é verdade! Ele quer te usar grandemente aqui na terra. Só que para isso, você precisa ser aperfeiçoado.

A história de José serve como exemplo dessas afirmações que acabei de fazer. Deus lhe prometeu, através de sonhos, que ele seria exaltado por sua família, mas José ainda precisava ser moldado. Ele era o filho preferido de Jacó, que parecia não esconder sua preferência de seus outros filhos. Então, José, paparicado até os dezessete anos, falava coisas ruins sobre seus irmãos a seu pai e quando Deus lhe dá os sonhos de sua promessa, ele vai correndo contar para seus irmãos, ou seja, José difamava seus irmãos e depois ia a eles correndo para contar vantagem!Bem, o resto da história você já conhece, e pode ver o que Deus fez para consertar esse caráter de José. O importante é que José permaneceu firme nas promessas e foi transformado e usado por Deus.
Então, Deus quer te usar. Em que área de sua vida você precisa ser transformado? Será que você pode mudar sozinho ou precisa de uma mãozinha de Deus através das provações? Esse texto foi escrito com dois propósitos: de lhe fazer rever sua vida e mudar onde precisa, e de mostrar que a provação pela qual você passou, está passando ou ainda vai passar resultará em bênção para sua vida e para a vida de muitos.

"Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito".
Romanos 8:28

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Ansiedade


Ansiedade. precisamos aprender a segurar essa onda

Ansiedade. Quem consegue conviver sem ser ansioso ou ter momentos de ansiedade? é humanamente impossível, numa sociedade como a nossa, não ser atingido com essa mistura de pressa e medo. Pressa de resolver alguma coisa. Medo de não ter condições de solução.

E precisamos tocar o barco. Trabalhar, estudar, produzir. Viver. Escolher. Tomar decisões. Então fica realmente difícil. Não há como viver e não ser atingido pela ansiedade. Apesar de alguns conceitos teológicos propagados nos dias atuais tentarem desumanizar o homem, viver para Cristo seria como se transformar em um Super-homem, sem problemas, só vitórias, não bem assim que a banda toca.

Nenhum sentimento, em si, é bom ou ruim. E temos a capacidade de controlar e conviver com cada sentimento. Se observarmos a grande maioria de erros que cometemos são margeados pela emoção, se déssemos um tempinho, curtinho, talvez economizaríamos muitos pedidos de desculpa.

Não gosto de discutir conceitos teológicos, mas não somos seres alienados. Apesar de separados espiritualmente do mundo, somos parte da sociedade, sujeitos a crises e a dúvidas. Quem entre os leitores nunca teve dúvidas? Quem nunca se questionou?

Somos sugestionáveis. Atingidos pelas circunstancias. Sujeitos a doenças, ao desemprego, a crise interior, a falta de dinheiro, a se enrolar numa divida e mais um monte de coisas. Somos seres humanos. Somos seres sociais.

Voltando a questão central desse nosso encontro, somos ansiosos. Todos nós. sem exceção. Alimentados pelo medo. Estamos bem e de repente surge algo que não estamos esperando e pronto. Começa o pensamento a ficar acelerado, a boca fica seca e não enxergamos nada além daquilo. A capacidade de raciocinar fica comprometida. Parece que mundo vai desabar. E quando as primeiras tentativas de solução não dão resultados, pronto! Vem a sensação ruim de incapacidade. Vem o pensamento que não há jeito, não há solução. As atitudes ficam delineadas pelo sentimento. E aí, não conseguimos nos alimentar. Não dormimos. Perdemos a paciência. Não há mais nada. Só o problema. E embalados pelo momento, não percebemos que magoamos, nos ausentamos, somos injustos. E ao invés de um, passamos a ter um monte de problemas para resolver.

Seria tão bom viver o ideal. Seria ótimo estalar os dedos e controlar os sentimentos. Mas não é assim. E posso afirmar: É uma questão de Fé. Acredito que quanto mais negamos nossa humanidade, mais temos problemas. Então a questão é aplicar a receita de Jesus: ”Não andeis ansiosos....” veja bem o Mestre não disse: Não fique ansioso. Não! Ele disse: “Não andeis Ansiosos...” Andar seria viver. Seria agir de acordo com a emoção. Jesus ainda nos dá uma receita de vida: “Vosso Pai cuida de vós...” conclui-se que há um tempo determinado por Deus para a resposta, ou seja, Deus zela por você, Deus se preocupa com você, e usa momentos de crise, usa os problemas como oportunidade de mostrar que Ele é o Senhor de sua vida. Aleluia.

Então amigo (a) confie e peça a Deus para acalmar seu coração. Primeiro porque você á capaz. Segundo Ele (Deus) está contigo. Não perca a oportunidade de aprender as lições de Fé. Viva a sua vida buscando a conquista de ser uma pessoa melhor. E não andeis ansiosos. Derrame os sentimentos em oração. Olhe pra traz e veja, quantos problemas você já venceu? Há... só pra me despedir: Esse que você está vivendo, vencerá também.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Convite

terça-feira, 16 de junho de 2009

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Jovens, coragem!


É preciso ter coragem. Quando tudo parece perdido, é necessário ter fé em Deus, e o que seria ela sem as obras? a palavra do Senhor diz que "Assim também a fé, se não tiver obras é morta em si mesma" Tg 2:17. Os jovens Cristãos assim como todos os Cristãos, são como sementes, têm que serem plantadas, regadas e cuidadas no momento certo, para que dêem bons frutos no seu tempo.

Porém, existem muitos regadores no mundo que deseja "regar" essa semente de forma exagerada, e quando não, deixar ao sol demasiadamente, mas seria isso possível amados? Sim, seria. Existem festas seculares praticamente o tempo todo, você pode perceber isso? Todavia nessas festas não existe nada que possa ser oferecido de bom aos jovens. E os jovens Cristãos às vezes comparecem a festas como essa ou então não é nem preciso, pois quando os jovens renunciam a esse tipo de propósito, o inimigo vem com um regador na mão oferecendo o que pode te afastar jovens do Senhor, e o inimigo só ataca nossas fraquezas.

Acredito que praticamente todas as pessoas já tiveram algum tipo de prova na vida, seja ela a prova que for, como: no colégio, faculdade, um familiar com uma enfermidade grave ou até você próprio, o namorado (a) que a (o) deixou, fim do mês chega não tem como pagar as dívidas não tem como alimentar à família, largar os vícios de drogas e bebidas, muitas outras pelejas, e com tudo isso vem o medo a tristeza, o choro, porém, a coragem não seria a ausência do medo, mas a fé em Deus que "posso todas as coisas naquele que te fortalece" Fp4:13, se você crêr nisso meu irmão, não desista!

A Bíblia diz: "Sujeitai-vos pois a Deus, resistir ao diabo, e ele fugirá de vós."Tg 4:7. Temos que ter fé, e obras jovens, que agradem aos olhos e ouvidos do Senhor, aquilo que vivemos antes de aceitar a Cristo, já passou e não é mais. Para conseguir algo é necessário o esforço, uma sujeição onde você estará apto a desenvolver suas habilidades constantemente. Com Deus é preciso sujeição, é disposição a se doar por inteiro a fazer a vontade do Pai, e assim, está buscando intensamente a presença Dele na sua vida a todo o instante. Quando você se sujeita integramente, de todo o coração a um propósito como o de sujeitar a Deus, a aptidão de saber discernir os fatos que te aproximam ou te afastam de Deus vai ser tão tremenda, que a todo o instante o Espírito Santo vai está falando com você de muitas maneiras, e assim você terá a chance de escolher se aproximar de Deus.

É triste ver seres humanos se perdendo nas coisas que não são agradáveis ao Senhor. Mas amados, temos que nos achegarmos mais próximos de Deus, ainda que possamos de estar exaustos de tanto trabalhar, estudar e lutarmos para sobreviver, temos que buscar mais e mais ao Senhor a cada dia, com isso poderemos ajudar aos que ainda não tiveram um encontro com Jesus a ter esse encontro, se não estivermos enxergando como poderemos ajudar a essas pessoas?

Ânimo Jovens, Deus tem um propósito na vida de cada um de nós, não é por acaso que você vai a Igreja, a Casa do Senhor. Se existe algo que aconteça na sua vida que de desanime, te entristeça, pare, feche os olhos, respire o mais fundo profundo que puder e sinta a presença de Deus em sua vida, analise tudo o que o Príncipe da Paz te proporciona. O Senhor Deus precisa que você desempenhe o seu chamado na Sua Casa ou onde Ele quer você.

Seja de Deus jovens, faça o que é de Deus, honre ao Senhor de todo o coração, a todo o instante e renuncie a tudo que não agrada a Deus.

"Davi também era jovem, porém teve coragem para enfrentar a Golias, pois Davi tinha em seu coração a absoluta certeza que estava indo em guerra à Golias em nome do Senhor dos exércitos"

Seja diferente! e coragem jovens! A paz do Senhor seja com todos vós, Amém!

sábado, 13 de junho de 2009

Clique na imagem para ampliar

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Clique na imagem para ampliar

Namoro do servo!

Como ser puros em dias nos quais a sexualidade é tão explorada? Não é muito fácil! Hora após horas nos deparamos com o diabo oferecendo um cardápio “convidativo”, mexendo com nossos sentidos. Ao ligarmos a TV, lá está o maligno usando o erotismo com toda as suas forças; sãos as novelas e os filmes pornográficos (inclusive, o servo de Deus não deve assistir novelas ou filmes pornô); os programas humorísticos, são verdadeiros exploradores da sexualidade; nas revistas mulheres seminuas são tratadas como mercadorias à venda na feira e nas propagandas o nudismo vende de arroz a carros importados; na escola é o assunto das rodinhas de “amigos” que influenciam a muitos que se dizem “crentes”; no trabalho, é o assunto preferido dos companheiros e até na igreja os relacionamentos entre os jovens são imorais à semelhança do mundo.

A resposta de como ser puros neste mundo e:

"Guarda-te para que não sejas também tentado”. Gl 6.1

Este é o mandamento deixando por Deus a todos, sejam jovens ou anciãos!
É preciso ser cheio do Espírito Santo, andar em santidade, retidão e com o coração transbordando de amor pelo Eterno, este amor nos constrange a vivermos segundo os Seus preceitos. É provável que o nosso amor pelo Pai, nos colocará em algumas situações difícil, em relação à vida social ou mesmo profissional.

“Buscai, pois, em primeiro lugar, o Seu reino e a Sua justiça...” Mt 6.33

“Ninguém pode servir a dois senhores; ... Não podeis servir a Deus e às riquezas.” Mt 6.24

Amados do Senhor, melhor é servir a Deus exclusivamente, buscando colocá-Lo em primeiro lugar em todos os aspectos de nossa vida. Primeiro a vontade de Deus, em seguida a nossa! Assim deve ser a vida do Servo.

Servo de Deus: Padrão, Modelo (1Tm 4.12 e Tt 2.7)

O diabo sabiamente através de muitos canais tem ensinado que a juventude precisa aproveitar a vida, curti-la ao máximo; e nessa idéia louca, muitos pratos são apresentados, em seu interior manjares com aromas agradáveis e aparência que enche os olhos tem seduzido a muitos, destruindo totalmente as vidas.

Infelizmente é a conseqüência do pecado, da inobservância das orientações do Senhor; que
ensina-nos a dizer não ao mundo.

O maligno tem sabido manipular com grande astúcia aos homens e dissimuladamente planta em suas mentes, vazias do Espírito Santo, a aparência do mundo. Leva ao homem a pensar segundo os princípios da terra e a assimilar suas práticas. É comum encontrarmos nas igrejas pessoas que se dizem “crentes”, porém, tão envolvidos com o mundo e seus costumes que infelizmente é impossível vê-los como padrão ou modelo de alguma coisa boa. Sãos homens com longos cabelos e mulheres tosquiadas; piercing; tatuagens; roupas, músicas, linguagem comuns aos filhos das trevas; mente depravada; adeptos da masturbação e de relacionamentos nos quais a sensualidade vem à tona; seguidores de homens e de seus costumes. Meu Deus, é uma juventude dura, fria e doente.

Como ser modelo assim? Onde estão os “Timóteos” da casa do Senhor? Tm 1.18

Servos de Deus: Santos (1Co 6.13b; Cl 3.5; Sl 119.9)

Quando o Senhor chamou o homem para junto de Si, deu-lhe um mandamento:
"sede santos, como Eu sou" (1Pe 1.16)

A vida “santa” (segundo preceitos da lei divina) é a condição principal para a vitória diante do diabo e seus demônios. A santidade nos reveste com a armadura do Senhor, protegendo-nos do toque do maligno, de sua espada e dardos. Viver em santidade é morrer para o mundo, afastar-se do pecado e entronizar na vida o Senhor Jesus, obedecendo-O incondicionalmente até às últimas conseqüências. É impossível ser santo e continuar nas práticas comuns aos filhos das trevas! Se continuares a ter prazer em tais práticas, com certeza, o Senhor não tem prazer em tua vida!
Ame o Senhor acima de todas as coisas!

Servo de Deus: Puro no Namoro (Dt 7.3,4; 2Co 6.14)

A preocupação com o namoro e até mesmo a sua prática é totalmente dispensável, quando nos deixamos guiar e olhamos as coisas com a visão do Espírito de Deus; afinal, somos participantes da providência divina. É preciso que tenhamos em mente, que o Senhor nos conhece e tem um carinho especial para com cada um de Seus servos. Nada acontece por acaso; acasos não existem para Deus! Bom e sabermos esperar, pois, no devido tempo, conforme a Sua vontade será providenciada a pessoa certa para companheiro(a). Esta busca louca, desenfreada pela "cara metade" é uma distorção da vontade de Deus. É um meio de alimentar a carne com os atos impuros que normalmente há nos namoros; vergonhosamente isto acontece entre os cristãos.
Infelizmente, o diabo tem aproveitado esta brecha para entrar e agir no meio da juventude; os costumes e atos são semelhantes aos dos ímpios. “Ficar” (antigamente: paquerar) é uma prática inconcebível ao servo de Deus; em si mesma, denota que é um relacionamento apenas para a alegria da carne, a impureza e sensualidade exacerbada são comuns.

Cada vez é mais comum, encontrarmos em congressos e acampamentos de jovens os casais relâmpagos, que se formam e separa-se em apenas algumas horas! Na vida do verdadeiro servo de Deus não há lugar para isso.

Pais amados, ensine e aconselhe seus filhos a andarem nos caminhos da santidade!

Servos de Deus: Fiel ao Senhor (Rm 8.39)

Nos últimos anos muitos conceitos foram mudados e entraram em choque com os princípios bíblicos e outros ainda serão reformulados. A juventude foi atingida em cheio, encontra-se vivendo em um mundo preparado para o pecado, no entanto devem ser santos. O apelo a pecar é muito
forte e muitos falham, deixa-se levar.

A virgindade, por exemplo, deixou de ser uma honra e tornou-se vergonha. Adolescentes são questionados quanto a serem virgens e são escarnecidos quando admitem que são! Porque a zombaria? A resposta é simples: Vivemos num mundo dominado pelas forças malignas. E a idéia principal do rei do mundo é destruir o homem.

Lamento, ver que até mesmo a igreja tem incorporado como normal muitas ações comuns ao mundo! São as reuniões “sociais” e algumas idéias insanas que as afastam do Pai.

Os namoros impuros, cheio de prazeres da carne, são formas claras e evidentes da infidelidade ao Senhor (Mt 5.28; 1Ts 4.1-8; 2Pe 2.13). Geralmente, estes relacionamentos culminam na fornicação (1Co 7.2; 6.9; Gl 5.19). É uma tragédia na vida de qualquer jovem. Fugir do pecado é uma forma sábia de agir.

Servo de Deus: Foge (2Tm 2.22)

Paulo cheio do Espírito Santo, aconselhou a Timóteo dizendo: "Foge das paixões da mocidade". É um conselho completo para você, de fácil entendimento: Foge do pecado! Foge!

O Espírito de Deus está dizendo: Evite as companhias que não edificam e o induzem ao pecado! Não freqüentes lugares, onde o Senhor não entraria!

Uma auto-pergunta: “O Senhor Jesus agiria assim?”


E Lembre-se: "de todas as coisas o Senhor te pedirá conta”. Ec 11.9

Elias R. de Oliveira

Eu Disse Adeus ao Namoro

Se o livro fosse tão ruim quanto o título, eu provavelmente não o teria colocado aqui pra vocês lerem. Muito menos, o teria indicado para um grande amigo que passou por alguns problemas nesse assunto. E se eu tive paciência para ler, pode ter certeza de que qualquer pessoa terá.

Joshua Harris, o autor do livro, é um jovem cristão que, como a grande maioria dos jovens, já teve várias namoradas (uma de cada vez!), e como era de se esperar, algumas lhe deram boas experiências e outras não. Entretanto, mesmo tendo tido relacionamentos dentro do “normal”, Joshua decidiu que nunca mais iria namorar. Foi a partir disso que ele escreveu o livro.

Contudo, contrariando a expectativa, o assunto menos falado na obra é o namoro em si. Acima de tudo, o tema principal é estar no centro da vontade de Deus, em busca de pureza, santidade, dedicação, compromisso e relacionamentos saudáveis, sejam nos planos intrapessoal, interpessoal ou divino.

Quanto à linguagem, o Eu Disse Adeus ao Namoro é bastante simples, com palavras que você encontraria em qualquer revista. E sobre a dinâmica, o livro é muito agradável de se ler, não é repetitivo, não fala de coisas fúteis e pode ser até divertido.

Além disso, em momento nenhum Joshua é taxativo quanto ao que se pode fazer e o que não se pode. Ele expõe de maneira clara e o coerente a decisão dele e os motivos que o levaram a ela, mas a intenção do livro não é convencer o leitor de deixar de namorar. Na verdade, o resultado pode ser exatamente o contrário.

Portanto, se você está namorando, não está namorando, já namorou, nunca namorou, quer namorar, não quer namorar ou simplesmente não dá a mínima para namoro, recomendo que você leia o livro! Mas, se mesmo assim, você não se encaixa em nenhuma dessas categorias e apenas quer entender um pouco mais sobre a vontade de Deus e santidade, ainda garanto que terá um prato cheio!

terça-feira, 9 de junho de 2009

Revendo nossa espiritualidade


Há uma crise de vazio espiritual no mundo e nas igrejas. Nosso tempo é marcado por aqueles que, ao invés de buscarem viver segundo o caráter de Cristo, buscam o enquadramento na cultura gospel. Um estudioso da espiritualidade escreveu que: A grande preocupação não é mais com a santidade, a retidão, o caráter, a vida eterna, mas com o controle da celulite, com os níveis de colesterol, com a taxa de gordura, com a grife da roupa ou com o sucesso profissional. O resultado são igrejas cheias de cristãos sem maturidade espiritual, melindrosos, insatisfeitos e descompromissados. O não compromisso, a superficialidade e a falta de fundamento bíblico caracterizam a espiritualidade de hoje.

Apesar de proliferar os encontros de adoração, as correntes de oração, empenho no serviço para o Reino e a aplicação nos estudos bíblicos, o resultado continua sendo vidas vazias de Deus. O muito saber e muito fazer não têm garantido uma espiritualidade genuína de paixão pelo Senhor Jesus e de renovação integral. Uma das grandes armadilhas em que as igrejas brasileiras têm caído é a opção por um evangelho light. Um cristianismo sem fidelidade doutrinária, que não aborda questões cruciais como pecado, cruz e a identificação com Cristo. Outro contratempo é a opção pelos extremos: de um lado, a salvação pessoal e espiritual, do outro, a preocupação com as necessidades humanas.

Que o Senhor nos dê graça e tenha misericórdia de nós, para que de fato, façamos a grande diferença neste mundo.

Rev. David Marques - pastoral 07/06

Corpo de Cristo: você é fiel a ele?

Há algum tempo tenho observado algumas igrejas e alguns ministérios. Tenho percebido que muitos têm perdido a visão do real significado do “Corpo de Cristo”. São feitos tantos planos; previsão de quantos membros e vidas a igreja deseja alcançar. Quantos CDs serão gravados. Perde-se a visão do que realmente tem valor.

Vemos tantos movimentos que defendem uma idéia “cristã”, uma visão de “servir”, mas não trabalham em equipe, não trabalham os valores cristãos com os membros: caráter, orgulho, inveja etc. Questões que envolvem esses valores e que de forma muito sutil, tem se infiltrado em pequenos e grandes grupos, e como uma virose, tem contaminado a muitos irmãos e destruído lindas amizades.

Corpo de Cristo. Um corpo com muitos membros. Muitos mesmo. Cada um deles no seu papel, seja grande ou pequeno, mas fundamentalmente todos, com sua importância. O dedo mindinho do pé, embora tão pequeno, às vezes não tão bonito ou visível, tem seu funcionamento no corpo que, sem ele, o corpo fica incompleto. O corpo passa a sofrer junto.

Corpo de Cristo. Um organismo vivo que depende dos membros; não funciona sozinho. O corpo depende do coração. O corpo depende de pés e mãos. O Corpo depende do cabeça: Cristo.
Entendo que, quando partimos a Ceia do Senhor, não participamos porque “não estamos em pecado” ou não temos falta com alguém. A Ceia é para que participemos do Corpo repartido entre nós, ou seja, participo da ceia do Senhor, porque ando em unidade com meu irmão e dependo dele e ele de mim para que a obra do Senhor cresça. Eu e meu irmão somos um e o Senhor é o Cabeça.

Uma vez no seminário, minha professora comentou algo que o Senhor tinha falado à ela e aquilo me marcou muito. O Senhor disse: “O Corpo está paralítico porque não obedece ao cabeça, Cristo”. Isso é muito forte e serviu para nos acordar naquele momento, talvez, de apatia ou de desprezo para com a obra de Deus e com os seus servos.

Efésios 4, tem uma excelente passagem acerca do chamado de Deus para o Corpo de Cristo. O próprio Senhor escolhe quem quer para as obras diversas. Viver em paz e em unidade no Espírito uns com os outros é um nível profundo para chegar a estatura de varão perfeito (Efésios 4.13). Como poderemos chegar a esta estatura, que é Cristo, se vivemos em pé de guerra com os outros membros do Corpo? Se aqui na Terra, não conseguimos perdoar e estar lado a lado dos nossos irmãos, ajudando-o, amando-o, apoiando-o, como é possível desejarmos estar com o Senhor nos céus?

Talvez você possa se identificar algumas destas situações. Por exemplo: a igreja deseja realizar uma atividade com todos os ministérios que ela tem, porém não apresenta a visão da atividade ou do projeto que deseja realizar. Pode ser uma visão da própria igreja, mas acredito ser importante, ao reunir com os envolvidos, compartilhar a visão para que todos possam ser inseridos no projeto e assim estarem todos focados em um só propósito. Ou, você já ouviu aqueles irmãos que chamam o Corpo de Cristo de “meu ministério?”. Você quer sugerir algo para melhorar alguma área da igreja, e você sente nas entrelinhas que não é bem vindo ali porque “é meu ministério”; “sou o líder e sei como lidar com isso”. Que são sombras das coisas futuras, mas o corpo é de Cristo (Cl 2.17).

Você foi chamado para desempenhar algo que é do Senhor. Nenhum dom ou talento vem de nós mesmos. O Senhor nos presenteou com algo. Você e eu somos importantes no Corpo e sem você e eu, o corpo fica incompleto.

“Todo o corpo, provido e organizado pelas juntas e ligaduras, vai crescendo em aumento de Deus”. (Ef 2.19). O Corpo, a obra, o ministério são de Jesus Cristo. O Senhor quer que, como Corpo, cresçamos. Somos mordomos do Senhor, e o mordomo cuida com todo o cuidado e zelo, daquilo que seu senhor o confiou. O Corpo não é nosso, apenas fazemos parte dele. Deus confia em nós para que realizemos perfeitamente e fielmente nossas funções, a fim de que o Corpo não adoeça.

Por Jaqueline Santos - Ministra de louvor da Igreja Batista Ministerial da Família em SP.

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Clique na imagem para ampliar

terça-feira, 2 de junho de 2009

O que você tem feito ?

Pastor queimado vivo junto com igreja nao sobrevive

O que sobrou de uma igreja queimada por pregar o evangelho

Menina queimada por falar de Jesus à outras crianças

Bíblias queimadas de uma igreja perseguida


Você tem aproveitado a liberdade de pregar o evangelho ?
Você tem falado de Cristo com o amor que essas pessoas tiveram, ao ponto de morrer por isso ?

Não perca tempo!
Nós podemos e devemos falar de Jesus, o mundo está gritando por socorro, pela nossa palavra de salvação e Deus tem nos dado inúmeras oportunidades, não as desperdice!

"Ide por todo mundo e pregai o evangelho a toda criatura"

Você pode ajudar!

Existem boas oportunidades de se tornar um agente colaborador para o desenvolvimento da sociedade. São diversas as maneiras de contribuir para modificar o mundo de forma positiva, basta boa vontade e algumas horas de dedicação.

Pode-se dizer que antigamente a definição para a palavra “voluntário” era de uma pessoa solidária, generosa, que praticava um gesto de abnegação. Essa definição se mantém, no entanto, hoje, vamos além. O voluntário precisa saber o que esse ato produz, por que e como produz, tanto para ele como para os beneficiados por sua consciência, doação de tempo, talento e vontade. Ao mesmo tempo em que colabora para o bem-estar da sociedade, o voluntário conhece outras realidades, faz novas amizades, aprende coisas novas.


Seja um voluntário e envolva-se, envolva sua igreja, empresa e, ou, seu bairro em ajudar as pessoas. Se você não sabe como fazê-lo, informe-se, porque muitos precisam de sua ajuda. E você pode fazer isso de diversas maneiras. O voluntariado também é uma forma de amar! É ajudar a quem está em situação mais difícil. Atos como esse tornam a sociedade mais unida e fazem de cada um de nós um ser humano melhor. Todas as pessoas possuem capacidades, habilidades e dons e podem ser voluntárias.


Para quem deseja se tornar um voluntário, mas não sabe como ou onde procurar, existem ações voluntárias nas igrejas, nas associações de bairro, em programas desenvolvidos por empresas, ou instituições com programas para pessoas portadoras de necessidades especiais. Existem ainda associações de ajuda a crianças carentes, instituições que possuem programas para a melhoria da educação, grupos ou organizações de preservação do meio ambiente, de luta contra a violência, de movimentos contra a pobreza e programas promovidos por órgãos governamentais nos níveis federal, estadual e municipal.

Esses são alguns exemplos, mas existem ainda inúmeras outras opções. Procure um local que você se identifique e ajude ao seu próximo.

Caroline Novais

segunda-feira, 1 de junho de 2009

COMO CONSERVAR A SANTIDADE NA JUVENTUDE

Desde o final da década de 60 que o jargão se fez notório: Sexo, Drogas e Rock Roll.

Este foi o grito requerendo ajuda de uma juventude em decadência profunda daquela época e é o mesmo grito nos dias de hoje.


Tudo o que precisavam era de um referencial e o buscaram de forma errada nas pessoas erradas, já que a própria estrutura familiar estava desabando frustrando os sonhos e gerando desequilíbrio emocional.

Nos dias de hoje não é diferente, a juventude esta em busca de referencial, tudo o que querem e paz e amor em suas vidas.


Porém Jesus disse em João 14:27:


"A minha paz voz deixo, a minha paz voz dou, dou não como o mundo a dá, não se turbe o vosso coração e nem se atemorize."


Conhecendo a raiz desta afirmação:


A Palavra paz liberada por Jesus é, Shalom que quer dizer, paz perfeita, sem barganhas, paz sem mistura, este nível de paz somente um ser perfeito em tudo pode conceber, e a paz que não depende de circunstâncias.


Por duas vezes no mesmo versículo o Senhor Jesus afirma que concebia a Paz, pois ninguém melhor do que ele para ser o referencial de alguém que caminhava debaixo deste principio de paz que o povo daquela época não conhecia.


Jesus estava nos chamando a caminhar debaixo de uma paz que o mundo não pode em hipótese alguma oferecer, pois esta paz gera alicerces para fé.


“A PAZ de Cristo gera alicerces para a fé do Crente”.


E o que isto tem haver com a juventude? Tudo! Pois a única classe que abertamente declara a sua busca pela paz é a classe juvenil, é a juventude.


Um jovem como referencial de Paz é um jovem que pode atrair multidões, por cauda da graça que naturalmente já lhe é concedida por meio de uma intimidade contínua com o Criador.


O príncipe deste mundo sabe exatamente o que um jovem busca.


O jovem busca a Paz, e esta não lhes é normalmente oferecida em seus lares que é a base social, e eles em sua própria linguagem buscam entre si soluções para resolverem seus problemas e questionamentos.


Um jovem sempre está disposto a mudanças e se ele estiver convencido de que a melhor forma de se viver é baseado na santidade ele vai procurar buscá-la, porém ele precisa de um roteiro a seguir e um referencial para imita-lo e uma inspiração para motivá-lo.


“Todo jovem está em busca de um referencial, um modelo"


Se a juventude perceber que aqueles que estão ao seu redor são santos será mais fácil para eles.


A criança e o jovem são perspicazes e extremamente inteligentes eles percebem quando algo está errado e respondem na mesa dimensão.


“A Juventude costuma responder ao Modelo"


Em sua existência é apresentada a juventude vários modelos a serem seguidos. Já sabemos que o principal deles é a família, mais especificamente o pai e a mãe.


“Na ausência do modelo ideal o jovem busca modelos paralelos"


Quando estes ou a ausência destes modelos não responde satisfatória mente dando-lhes a direção correta, o jovem sai em busca de outros modelos a seguir, e geralmente os mesmos modelos que os pais estão fundamentados: Novelas, filmes, conceitos impiedosos e princípios baseados no espírito deste mundo, costumes pagãos etc.


Porém se lhes for oferecido o modelo santo a probabilidade de obtermos uma resposta santa aumenta. E é a esse tipo de exposição que a juventude precisa ser submetida.


“Se oferecermos um padrão de santidade, o jovem responde"


Manter-se santo é um ato individual, porém gerar um estilo em santidade é esforço coletivo, onde há um santo deve haver mais.


Um rapaz ou uma moça tem total condição de se manter puros para um matrimonio de sucesso. Deus acredita nisto (Jovens eu vos escrevo porque sois fortes - I João).


Há uma força especifica observada por Deus na juventude para que este vença a sua carne e os apelos do mundo, isto é possível.


É possível um jovem caminhar em um estilo de santidade a tal ponto que incomodo de outros ao seu redor e desperte uma curiosidade e inspiração em outros jovens.


Porém creio que no que diz respeito à igreja isto terá que começar do líder e passar a repousar nos demais.


Dizer não para o pecado é uma questão de em primeiro lugar decidir que devo dizer: Eu decido caminhar em santidade, dizer não para o pecado.


Depois de ter decidido, ai começa a segunda fase, que é lutar, esmurrar o seu próprio eu para ver a glória de Deus.


“Fazer a vontade de Deus atrai a Sua Glória".

Clique na imagem para ampliar

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Cuidado com o EGO

Quantas vezes você, jovem cristão, já caiu em sua vida? Quantos foram os momentos em que você esteve longe de Deus, ou que esteve perto mas sem forças para tão somente estender a mão. São incontáveis! São tantas! Sentimos vergonha por elas. E quando voltamos para perto de Deus, ficamos esperando que nunca mais aconteça. Esperançosos de que nossa felicidade com Deus seja eterna. Mas logo nos afastamos ainda mais uma vez.
Paulo tinha uma palavra para definir a causa disso, e era, por coincidência (ou não), o primeiro pronome pessoal da língua grega: Ego (que hoje chamamos de Eu). Você certamente sabe quem é o grande inimigo de Deus nesta Terra. Mas o segundo é o nosso próprio orgulho. É esse ego que nos afasta de quem tanto nos amou e nos ama. E é esse mesmo ego que nos impede de voltarmos quando nos afastamos.
A boa nova é que as misericórdias de nosso Deus se renovam todos os dias. No passado, Deus moveu um império para salvar a vida de um único homem, Nabucodonosor. Foram tantas tentativas frustradas para alcançar o coração daquele rei, homem forte em seu exterior, mas com um coração carente da companhia de Deus.
Se for necessário mover o mundo para romper as barreiras do nosso orgulho, que tanto nos afastam de Deus, Ele vai fazer isso. Seu amor é algo inexplicável.
Disse uma vez um poeta anônimo, que a vida é um eterno recomeço. Talvez a vida, sim. Mas os recomeços de nossa salvação um dia cessarão. E viveremos um relacionamento pleno com Deus, eternamente.

terça-feira, 26 de maio de 2009

Escolha fazer o bem!


Chovia forte e já era noite. Percebeu que ela precisava de ajuda. Assim parou e se aproximou. O carro dela cheirava a tinta, de tão novinho. Mesmo com o sorriso que ele estampava na face, ela ficou preocupada.

Ninguém tinha parado para ajudar durante a última hora. Ele iria aprontar alguma? Ele não parecia seguro, parecia pobre e faminto. Ele pode ver que ela estava com muito medo e disse:

Eu estou aqui para ajudar madame, não se preocupe. Por que não espera no carro onde está quentinho? A propósito, meu nome é Renato.

Bem, tudo que ela tinha era um pneu furado, mas para uma senhora de idade avançada era ruim o bastante. Renato abaixou-se, colocou o macaco e levantou o carro. Logo ele já estava trocando o pneu. Mas ficou um tanto sujo e ainda feriu uma das mãos. Enquanto apertava as porcas da roda ela abriu a janela e começou a conversar com ele.

Contou que era de São Paulo e que só estava de passagem por ali e que não sabia como agradecer pela preciosa ajuda. Renato apenas sorriu enquanto se levantava... Ela perguntou quanto devia. Qualquer quantia teria sido muito pouco para ela. Já tinha imaginado todos as terríveis coisas que poderiam ter acontecido se Renato não tivesse parado e ajudado.

Renato não pensava em dinheiro, aquilo não era um trabalho para ele. Gostava de ajudar quando alguém tinha necessidade e Deus já lhe havia ajudado bastante. Este era seu modo de viver e nunca lhe ocorreu agir de outro modo. E respondeu:

- Se realmente quiser me pagar, da próxima vez que encontrar alguém que precise de ajuda, dê para aquela pessoa a ajuda de que ela precisar. E acrescentou: e lembre-se de mim.

Esperou até que ela saísse com o carro e também se foi. Tinha sido um dia frio e deprimente, mas ele se sentia bem, indo para casa desaparecendo no crepúsculo.

Alguns quilômetros abaixo a senhora parou seu carro num pequeno restaurante. Entrou para comer alguma coisa. Era um restaurante muito simples, e tudo ali era muito estranho para ela. A garçonete veio até ela e trouxe-lhe uma toalha limpa para que pudesse esfregar e secar o cabelo molhado e lhe dirigiu um doce sorriso, um sorriso que mesmo os pés doendo por um dia inteiro de trabalho não pode apagar. A senhora notou que a garçonete estava com quase oito meses de gravidez, mas ela não deixou a tensão e as dores mudarem a sua atitude.

A senhora ficou curiosa em saber como alguém que tinha tão pouco, podia tratar tão bem a um estranho. Então se lembrou de Renato.

Depois que terminou a sua refeição, e enquanto a garçonete buscava troco para a nota de cem reais, a senhora se retirou. Já tinha partido quando a garçonete voltou. A garçonete ainda queria saber onde a senhora poderia ter ido quando notou algo escrito no guardanapo, sob o qual tinha mais 4 notas de R$ 100. Existiam lágrimas em seus olhos quando leu o que a senhora escreveu.

Dizia: Você não me deve nada, eu já tenho o bastante. Alguém me ajudou hoje e da mesma forma estou lhe ajudando. Se você realmente quiser me reembolsar por este dinheiro, não deixe este círculo de amor terminar com você, ajude alguém.

Bem, havia mesas para limpar, açucareiros para encher, e pessoas para servir e a garçonete voltou ao trabalho.

Aquela noite, quando foi para casa cansada e deitou-se na cama, seu marido já estava dormindo e ela ficou pensando no dinheiro e no que a senhora deixou escrito. Como pôde aquela senhora saber o quanto ela e o marido precisavam disto? Com o bebê que estava para nascer no próximo mês, como estava difícil! Ficou pensando na bênção que havia recebido, deu um grande sorriso, agradeceu a Deus e virou-se para o preocupado marido que dormia ao lado, deu-lhe um beijo e sussurrou:

- Tudo ficará bem, eu te amo... Renato!

A vida é assim, um “espelho”. Tudo o que você transmite voltará para você...

(Autor desconhecido)

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Confio em Teu amor


Sabe quando tudo ao nosso redor parece ruir? Quando a notícia esperada não chega, quando a doença bate à nossa porta, o desemprego, a fofoca e tantas outras coisas começam a acontecer diante de nós? Pois é. Nesses momentos de vazio, de luta, de solidão e temor, temos a sensação de que somos na verdade filhos bastardos. Será que tanta dedicação, tanto desejo de ter mais do Senhor, tantas renúncias, tanta busca não tem valido a pena? Cadê as promessas de vitória, de bênçãos prometidas por Ele? Cadê o seu mover sobrenatural? Cadê a sua presença?
Nos últimos dias, tenho pessoalmente passado por situações dificílimas.

São notícias inesperadas, atitudes surpreendentes de pessoas que amamos tanto! Tantas lutas em várias áreas da nossa vida.... Tenho parado por momentos “desesperadores” e perguntado a mim mesmo: Onde foi que eu errei? Analiso, analiso e não obtenho a resposta. Então a mesma pergunta é dirigida a outra pessoa: o Senhor Jesus. Indago muitas vezes com lágrimas nos olhos: Senhor, onde foi que eu caí? No que pequei contra Ti? E para minha alegria, ou talvez tristeza, também não obtenho nenhuma resposta do Pai.

Há alguma saída? Desesperar-se? Buscar a ajuda em alguém? Sair, viajar, “esfriar” a cabeça? Qual será a solução? Qual a receita para enfrentar momentos de tempestades assim? Onde podemos colocar nossa fé quando a tempestade parece que não terá fim?
“Mesmo quando não posso entender/ Minhas lágrimas me impedem de Te ver/ Teus caminhos são mais altos que os meus/ Teus mistérios mais profundos do que eu/ (...) Confio em Teu amor que não mudará / Nem mesmo a morte pode me separar/ Do Teu cuidado e proteção / Mesmo quando não Te vejo, sei que a Tua mão/ Me sustenta.”

A letra dessa canção é uma verdade tremenda em nossos corações! Não há um instante sequer que Ele, o nosso Papai, não esteja no controle de TODAS, sim, TODAS as situações das nossas vidas! Em todos os instantes tristes, sem esperança, sem respostas, podemos confiar no amor do Senhor! Ele que não poupou seu único Filho, mandando-o até a cruz do calvário por amor a nós, sofrendo tanta dor por mim e por você, não nos dará com Ele todas as coisas? (Rm 8. 32) Não há o que temer! Não há do que duvidar! Ele sempre é fiel e cumpre todas as suas palavras! (Jr 1.12).

Essa verdade, não só contida na canção da irmã Ana Paula Valadão, mas também e principalmente em toda Bíblia, a Palavra de Deus, tem me dado forças para prosseguir. Tem me ajudado a cada manhã a olhar para o céu e contemplar os pequenos raios de Sol, mesmo quando eles estão debaixo das densas nuvens de chuva! E ainda mais: depois da tempestade, o Arco-Íris, chamado pelo Senhor de “Meu Arco” (Gn 9.13) é o sinal da bondade e fidelidade do Senhor para mim e você em todos os momentos de “chuva” na nossa vida.

Confie no Senhor! Confie no amor, na bondade e fidelidade de Deus! Acredite que todos os seus dias estão escritos na palma das mãos dele, e que ainda que você se sinta esquecido, abandonado por todos, Ele, o Senhor, o nosso Amado jamais se esquece de nós! (Is 49.15,16)

Deus abençoe,

::Por Renata Lima

Líder do Ministério de Coreografia da Primeira Igreja Batista em Pirajá – Salvador/Bahia

quinta-feira, 21 de maio de 2009


Clique na imagem para ampliar

Basta sua vontade

Maury Paulo Barbosa é um jovem que não possui os dois braços, e isso não fez com que ele deixasse de escrever. Maury escreve com os pés (e para ser sincero a letra dele é bem melhor que a minha). Ele é apenas um exemplo das milhares de pessoas que têm algum tipo de deficiência, mas somente no corpo, pois o espírito delas está mais forte que nunca.

Por outro lado existem os deficientes espirituais. São aquelas pessoas que passando por algum tipo de problema, por menor que seja, se desesperam e querem a morte. Tudo isso se resume em uma coisa: falta de confiança em Deus!

Quando nossos sentimentos, vontades, desejos, enfim, quando nossa vida está nas mãos do Senhor, não devemos ter maiores preocupações. E a vontade dEle é a nossa vontade, e sabemos que a vontade de Deus é sempre boa, perfeita e agradável (mesmo que, às vezes, seja bem diferente do que queríamos na verdade).

Volto a me remeter ao exemplo do jovem rapaz Maury. Ele poderia muito bem ter ficado acomodado com sua deficiência, dependendo totalmente dos outros para tudo que ele fosse fazer, mas seu grau de independência é surpreendente. Ele faz praticamente tudo sozinho. E você que ouve, que fala, que possui mãos, que possui pés e que conhece a Deus? Porque não escuta a palavra do Senhor? Porque não prega o Evangelho? Porque não pega na Bíblia? Porque não anda para pregar a Palavra de Deus?

Tudo isso se resume em uma coisa: Falta de vontade! O Senhor está de braços abertos para nós esperando apenas o momento no qual dedicaremos para Ele toda nossa vida; e, assim, Ele poderá resolver todos os nossos problemas, nossos conflitos, nossas lutas, nossas dificuldades com Seu imenso amor.

Temos que parar de enxergar apenas os problemas e crer que não existe um grande problema na sua vida, pois você confia em um Deus infinito em bondade e poder. Não desvie seu olhar de Jesus Cristo e faça da Sua vontade a sua vontade. Assim você verá que basta a Sua vontade para que tudo aconteça bem.

Breno Amaral

quarta-feira, 20 de maio de 2009


Clique na imagem para ampliar

terça-feira, 19 de maio de 2009

O que tem de errado com a minha roupa?

Algumas pessoas gostam de uma roupinha mais apertada, outras gostam de uma roupa mais curta, outras gostam daquelas mais extravagantes, coloridas. Algumas são bregas, outras são estranhas, outras são ... ... peruas, mas sempre se achando “na moda”!


Quando alguém chama a atenção dessas pessoas que se vestem de forma inadequada (podemos chamar assim), elas logo falam: “Mas o que tem de errado com minha roupa?” “O fato de uma pessoa ir a uma igreja com a coxa a mostra não tem problemas algum!” Alguns garotos e garotas que se vestem de forma no mínimo “diferente” ainda falam: “Deus olha o coração...” E dão aquela risadinha.


Para você não pode haver nada de errado com a roupa realmente, mas e as outras pessoas que estão te vendo? O que elas estão pensando? O que elas estão sentindo quando olham você vestindo uma calça mais colada, usando uma blusa mais decotada, ou que deixa sua barriga de fora? Tudo bem, Deus olha o interior! Mas pense comigo, se você usa uma roupa que deixa seu corpo à mostra, é porque dentro existe algum problema que você quer compensar com sua beleza externa. Acho que não estou de total errado.


Nós temos que nos preocupar com a vida espiritual dos outros também, afinal de contas a Bíblia é clara quando nos adverte que o sangue das pessoas que poderíamos ter trazido para junto de Jesus, ou daquelas que caíram por nossa culpa seria cobrado de nós mesmos. Quando nos vestimos de forma a fazer com que outras pessoas pequem ou se escandalizem, não causamos danos somente em nós, causamos danos espirituais na vida de outros irmãos e irmãs, pois fazemos parte da família de Deus; somos um corpo.


Ao discutir esse assunto com outros jovens tanto do sexo feminino quanto masculino, ouvi muitos comentários em relação a esse meu questionamento, mas o que escutei com maior freqüência foi o seguinte: “A pessoa ‘X’ não é crente? Então ela que não deve olhar!” Talvez essa seja sua idéia no momento em que está lendo. Devemos vigiar para não fazermos outras pessoas caírem na tentação – tentação esta que nós estamos causando quando nos vestimos de formas sensuais. Temos que lembrar que os irmãos e irmãs são evangélicos sim, mas são de carne e ossos e tem desejos e você não quer ser alguém que desperta esse tipo de desejo em alguém, quer? Espero que a resposta tenha sido NÃO!


A beleza principal vem de dentro para fora e não é de fora para dentro que você vai conseguir isso. Não é por acaso que vemos vários casais que podemos dizer são um tanto... incompatíveis aos nossos olhos, mas se completam perfeitamente graças ao amor de Deus e ao Espírito Santo do Senhor que está entre eles. Seja ungido ou ungida, santo ou santa, e, principalmente, mostre em seu exterior o que o mundo mais precisa ver ultimamente... JESUS!


Breno Amaral

segunda-feira, 18 de maio de 2009

É hora de perder a vida

Quem achar a sua vida perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim achá-la-á. Mateus 10.39

Pessoas estão se perdendo e perdendo o foco de suas vidas por ter uma definição errônea, do que é “viver”. Viver não é farrear, embebedar, “rodar” por aí sem rumo, chegar às 8 da manhã em casa, fazer o que quiser da vida, ou qualquer outra definição mundana disso.

A Palavra do Senhor conduz a uma meditação muito importante quando nela se lê: “... quem a achar a SUA vida...” Qual o propósito dos Cristãos? O propósito é o de revelar a vida de Cristo em nós. Como isso será feito se a única coisa que é encontrada nas pessoas é o próprio EU?

A Palavra do Senhor é muito mais profunda do que simples versos ou simples interpretações. Nela estão guardados os fundamentos da vida que cada um deveria carregar em seu coração. De que adiantam os anos supostamente “bem vividos” aqui e a eternidade de sofrimento? Será que se pode comparar 70, 80 ou, quem sabe, 90 anos ao infinito?

Mas isso é o que muitas pessoas estão fazendo ao “deixarem para depois” a realidade da salvação. Não teremos alarmes, não teremos aviso prévio da chegada de Jesus; mas temos a certeza de que Ele voltará para nos levar ao céu para vivermos com Ele eternamente. A resposta mais ouvida é: “Sou novo e ainda tenho muitas coisas para viver...” Mas será que realmente terão tempo para viver essas coisas? E quem disse que aceitar Jesus é parar de aproveitar a vida? É ao aceitarmos Jesus que passamos a viver da forma mais pura e agradável!

Existem aqueles que já estão no interior das igrejas, mas ainda não morreram para si mesmos. A vontade dessas pessoas está em cima do muro, está morno, está meio e Jesus está ocupando o segundo lugar na vida delas. E para Jesus não existe segundo lugar, pois além do primeiro, qualquer outra posição é considerada a ultima.

É chegada a hora de morrermos para nossas vontades e para que vivamos a maravilhosa vida que Deus quer nos dar. Vamos abdicar do nosso “Eu” para encontrarmos “JESUS” dentro de nós!

Breno Amaral

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Jovem “Coca-cola”


Pegando uma carona no tema de uma das campanhas publicitárias da “Coca-coca Emoção pra valer”, quero falar sobre motivação.

Existem jovens que são realmente assim: “Emoção pra valer”. Tudo quanto é festinha da igreja, acampamentos, retiros lá estão eles na área. Não perdem o ‘agito’ gospel da galera. É hábito sentar no último banco da igreja e esperar os amigos para que todos sentem juntos. Na hora do mover espiritual, alguns ficam de olhos abertos, observando ou rindo de quem está sentindo a presença de Deus. Outros até ensaiam uns “Glória a Deus!” e “Aleluias!” bem alto. Mas, na verdade, não estão sentindo nada, fingem uma espiritualidade que não existe, são simplesmente “emoção pra valer”.

É importante que o jovem saiba distinguir se ele é somente um crente de momentos, um crente de emoções passageiras e nada mais, ou se ele verdadeiramente tem em seu coração a motivação certa: Jesus.

Jovens de emoções vãs não dão frutos sadios, ao contrário, dão frutos ‘podres’, pois contaminam e, infelizmente, influenciam outros jovens a entrarem na mesma ‘onda’. Estes jovens passam anos na igreja vivendo numa mesmice total. Em certo momento, começam a reclamar dos cultos, das pregações, põem defeito em tudo e em todos, ameaçam o pastor dizendo que vão sair da igreja, mas não sabem observar que suas motivações estão centradas em emoções efêmeras, ou seja, não tiveram uma conversão genuína, e ainda estão enraizados aos prazeres do mundo.

Enquanto jovens que buscam uma vida motivada pela presença de Deus, dão frutos permanentes, não são impulsionados a viverem simplesmente por momentos de emoções ou “ôba, ôba”. Eles querem sempre mais de Deus, e buscam impactar a sua geração.

A Bíblia diz que “a estultícia do homem perverte o seu caminho, e o seu coração se irrita contra o Senhor” (Pr. 19.3.) As palavras do sábio Salomão dizem muito, pois vários jovens são insensatos, desviam-se dos caminhos do Senhor e depois voltam irritados contra Deus, culpando-o de tudo de ruim que acontece com eles.

A essência da vida de um jovem cristão não está somente em “emoções pra valer”, emoções estas que são passageiras e muitas vezes deixam cicatrizes. A essência da vida de um jovem cristão está em viver uma vida abundante em Deus. Uma vida na qual cada momento é vivido intensamente na presença do Pai.

Ana Paula Costa

quinta-feira, 14 de maio de 2009

A alegria vem de manhã

A vida é engraçada em alguns momentos, triste em outros, dura em mais alguns, amorosa em vários outros, enfim, ela nos leva a vivenciar milhares de diferentes momentos e, assim, experimentamos milhares de novas sensações.


Uma sensação que tem afetado muito o dia-a-dia das pessoas é a tristeza por perdas; perdas em geral. Em certos momentos como, por exemplo, quando perdemos um ente querido, perdemos um emprego desejado, não passamos na prova do vestibular, terminamos um relacionamento, ou outra situação contrária ao nosso desejo ficamos realmente entristecidos.


O ser humano já está sensível em decorrência da competitividade, da falta de amor, da falta de carinho e de afeto que a sociedade impõe hoje. E qualquer perda é um agravante para que essa sensibilidade aflore e algumas pessoas entrem em depressão, ou sejam tomadas por uma tristeza profunda.


Entretanto, existe alguém capaz de sarar nossa alma, de curar nossas feridas e quando estamos caminhando ao lado dele temos o discernimento de sermos mais que vencedores. O nome dele é Jesus!


Por toda a Bíblia podemos encontrar diversas situações e diversas pessoas que sofreram e vivenciaram as piores aflições que um ser humano pode passar, mas sempre houve um livramento. E no livro de Salmos, capítulo 116, versículo 8, você pode ler o seguinte: “Pois livraste a minha alma da morte, os meus olhos das lágrimas, e os meus pés de tropeçar.”


É esse o único Deus capaz de trazer à existência as coisas inexistentes, só ele é capaz de transformar uma vida e fazer essa pessoa mais do que vencedora. Por isso, as pessoas precisam parar de viver a dar lugar apenas aos problemas. Todos precisam ter uma coisa chamada confiança. Confiar é, segundo o Dicionário Aurélio, ter fé! E a fé é, ainda segundo o Aurélio, uma adesão pessoal a Deus, seus desígnios e suas manifestações.


Então, pelo conhecimento de que a fé é o que nos move aos lugares mais altos, podemos transformar qualquer perda em uma conquista; qualquer tristeza em alegria; qualquer aparente derrota em uma grande vitória, desde que queiramos realmente que isso aconteça e depositemos nossa confiança em JESUS Cristo.


E como está escrito: “Assim também vós agora, na verdade, tendes tristeza; mas eu vos tornarei a ver, e alegrar-se-á o vosso coração, e a vossa alegria ninguém vo-la tirará.” (João 16.22.)


Creia nessa verdade e seja feliz ao lado de Jesus!


Breno Amaral

quarta-feira, 13 de maio de 2009

"Sou jovem e bonito, tenho que aproveitar"

O Senhor voltará isso é um fato, porém a hora certa da volta do Pai ninguém sabe ainda. É por isso que devemos estar sempre atentos para que nenhum dos filhos do Senhor venha se perder por causa de pensamentos tão pequenos como “o tempo”.

Os jovens dizem ter muito tempo ainda, mas o tempo de Deus não é o mesmo tempo dos humanos. “Deus escreve certo por linhas tortas” ou “Deus tarda mais não falha”, são as maiores mentiras de Satanás, mas são frases comuns na boca de muita gente. Deus não escreve em linhas tortas, ele é bem direto e justo; ele nunca tarde nem falha. Portanto não fique esperando que Deus venha até você e fale: “Me aceite por favor”, pois na verdade quem tem que falar isso somos eu e você.

Somos totalmente dependentes do Senhor, sem ele não podemos fazer nada e não podemos alcançar coisa alguma na vida. É por isso que tantos jovens estão perdidos no mundo, sem direção, sem motivação para seus futuros. Tentam preencher o vazio que existe em suas almas com drogas, noitadas, bebidas, prostituição, etc., sendo que na verdade o que falta a eles é o amor de Jesus em suas vidas.

O tempo vai passando e a vida deles vai afundando cada vez mais, sem que percebam a importância da vida com Deus, seus corpos vão sendo consumidos pelas armadilhas do diabo. Olhos devem ser abertos, mas não os olhos do corpo e sim os olhos do espírito que parecem estar obstruídos por uma membrana feita da maldade de Satanás.

A palavra do Senhor deve ser desvendada por esses jovens. O amor do Senhor deve ser a arma usada para conquistá-los e para mostrar a eles o quão importantes eles são para Deus. O problema está na abordagem que muitas vezes é feita em relação a esses jovens, querendo apenas mostrar seus erros, suas falhas, seus problemas sem demonstrar o amor que pode mudar a face de todas essas situações.

O que deve ser feito é uma reformulação na forma com a qual as pessoas enxergam o outro, ou os chamados “garotos e garotas problema”. Vendo cada um deles como “garotos e garotas solução”, pois eles vão levar a palavra do Senhor ao mundo tudo.

Breno Amaral

terça-feira, 12 de maio de 2009

Onda


Mas, ser adorador tem um significado próximo de paixão. De adorar porque você depende do amor do seu Deus, porque sem esse amor você acaba. Você precisa desse amor divino como direção para sua vida, como modo de vida. Porque se você não tiver o amor Dele, nenhum outro amor te interessa.

Compreende?

É você ter convicção do porquê está adorando. Porque ir a um evento ou subir em um púlpito em um congresso, culto e outros “genéricos”, e ficar gritando que Ele é Santo, que você tem sede Dele, que tem fome de Sua Santa presença é fácil. O difícil é quando você sai dali e sua vida torna a rotina normal. Porque afinal de contas, adorar faz parte de sua rotina ou você é um adorador profissional de eventos? Freqüenta todos, mas não vive nenhum!

Eu nunca fui surfista, não sei nem subir numa prancha, no entanto, quando tentei subir passei vergonha. Porque eu não vivia aquilo. Mas se você me perguntar sobre guitarra eu vou te responder numa boa, porque eu vivo isso.

Da mesma forma é minha vida como adorador. Se minha esposa não me vir adorando em minha casa durante a semana, e não somente nos dias em que subimos no púlpito com nossos instrumentos em punho, como ela vai poder dizer que ela se casou com um adorador?

Eu falei da minha esposa, agora imagina Jesus, vendo-me em um evento gritando, chorando, pulando e do Seu trono de glória comentar: Ué? Mas porque ele não fez isso durante essa semana toda em que ele não me disse nem um oi? Bem, eu espero que dessa vez ele esteja se sentindo tocado por meu Santo Espírito, e que não seja como das outras vezes em que ele pulou, chorou, gritou, falou pra todo mundo que tem sede de Mim e eu mesmo quase nunca ouço a voz dele!

Entende o que eu quero dizer?

A Palavra de Deus, diz que o Senhor busca aqueles que O adoram em espírito e verdade (Jo. 4.24). Veja bem, em verdade, é o que está escrito.

Como você pode se dizer adorador se você não adora de verdade? Você adora a Deus e não para mostrar aos outros. Você não precisa dizer que é adorador simplesmente para “entrar na onda”, você não vai lucrar nada com isso. O risco que você corre é de passar vergonha diante de Deus, e principalmente, se alguém o vir vivendo uma vida suja que não coincide com a vida de um adorador. Sabe porquê? Porque vida de adorador é vida de renúncia. Renúncia de carne, de mentirinha, de sujeirinha para que o Senhor encontre a noiva pura e limpa, que diga com orgulho, como em Cantares de Salomão: “Eu sou do meu Amado e meu Amado é meu!”.

Então, antes do próximo evento que você for, ou da próxima vez em que subir ao púlpito para falar de adorar, faça aquela auto-análise que todo pastor ama lembrar em dia de santa ceia, descrita em I Cor. 11.27-32. Examine-se.

O Senhor conhece os Dele (Jo. 10.14), e sabe quem é e quem não é. Portanto, se até agora você só fingiu ser adorador, adote esse estilo de vida. Eu garanto que você vai amar encher a boca para dizer que é realmente um adorador. Pode ter certeza, quem lucra é você e o Senhor se agrada.

César Ricky Mendes
Ministério Arca